01/08/2017

Agronegócio e meio ambiente foram temas da última palestra no segundo dia do Seminário A Voz do Campo

Dr.Welinton Barros é desembargador aposentado e autor de mais de 50 livros jurídicos

Encerrando o segundo dia do IV Seminário A Voz do Campo, o Dr.Welinton Pacheco Barros, ministrou a palestra sobre “A conversão de campo nativo e o desenvolvimento sustentável”, com a mediação do advogado Moisés Prevedello, abordando questões do agronegócio, relacionadas com o meio ambiente.

O desembargador aposentado iniciou sua palestra, conceituando brevemente a história do direito de propriedade e do meio ambiente. Na sequência, falou sobre as adequações na constituição sobre o direito de uso da propriedade, traçando uma linha do tempo desde 1964 até 1988 (e o presente momento), com as nuances de suas mudanças, informando o público, sobre a Constituição Federal (art.225) e o Novo Código Florestal- Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, que prevê como forma de lei brasileira a proteção da vegetação nativa.

O meio ambiente é um bem público, de uso comum do povo, tal qual a praça, as praias e as ruas (...)”- enfatizou.

Finalizando sua palestra, Dr.Welinton, provoca os participantes do evento, para refletir sobre uma frase, que o mesmo, sempre repete: “eu não faça palestras para falar verdades, eu faço palestras para deixar dúvidas, afinal, o direito é dialético e não matemático.”

Dr. Welinton é advogado e professor universitário de pós-graduação nas cadeiras de direito agrário, ambiental e administrativo, em várias instituições de direito, entre elas a Escola Superior da Magistratura da AJURIS. Além disso, possui mais de 100 artigos e 50 livros jurídicos. Também é membro da Academia Brasileira de Letras Agrárias e Comendador da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

A programação do IV Seminário A voz do Campo, encerra amanhã (02), com várias palestras programadas para esse último dia.