19/01/2018

Produção e consumo de café são recorde

De acordo com a Organização Internacional do Café (OIC).

 

De acordo com a Organização Internacional do Café (OIC), a produção mundial de café no ano-safra 2017/18 está estimada em 158,78 milhões de sacas de 60kg. Já o consumo mundial de café está previsto em 157,59 milhões de sacas para esse período. Em ambos os casos, os números significarão recordes históricos mundiais. 

 

 

Se confirmada a projeção, o volume de produção deste ano-safra será 0,7% superior ao volume do ano-safra 2016/17 (157,69 milhões de sacas). Na mesma base de comparação, o consumo teve aumento de 1,6%, aponta o “Relatório sobre o mercado cafeeiro – Dezembro 2017” da OIC.

 

 

As regiões com maior crescimento no consumo de café foram: Ásia & Oceania, com 3,1% - o mais expressivo do globo –, seguido do México & América Central (2%), América do Sul (1,7%), América do Norte (1,5%), Europa (0,9%) e África (0,6%). 

Já em volume consumido a Europa vem em primeiro, com 52,02 milhões de sacas; Ásia & Oceania em segundo, 34,70 milhões de sacas; seguidos da América do Norte, com 28,95 milhões de sacas; América do Sul, 25,78 milhões de sacas; África, 10,80 milhões de sacas; e México & América Central, que devem consumir 5,34 milhões de sacas, totalizando as 157,59 milhões de sacas consumidas no mundo, conforme mencionado anteriormente. 

 

 

Sobre a produção de café no ano-safra 2017/18, o volume estimado da América do Sul é de 71,44 milhões de sacas; Ásia & Oceania devem produzir por volta de 47,49 milhões de sacas; México & América Central, 21,92 milhões de sacas; e a África deve ser responsável por 17,93 milhões de sacas, que somam as 158,78 milhões de sacas estimadas da produção mundial. Desse total, 97,32 milhões de sacas são de café arábica, que representa 61,3% da safra mundial, e 61,46 milhões de sacas de café robusta, por volta de 38,7%.