11/06/2018

A importância da capacitação de operadores de máquinas agrícolas

Você certamente já sabe que o investimento em maquinário de ponta é fundamental para ter mais produtividade e eficiência no campo, não é mesmo? Mas não é só isso! No dia a dia, o produtor rural não pode se esquecer da importância da capacitação dos operadores de máquinas agrícolas.

É preciso entender o quanto antes que, quando o profissional domina a técnica e sabe usar os equipamentos com eficiência, os resultados de seu trabalho apresentam melhora significativa.

No post de hoje, trazemos alguns dos principais benefícios que justificam o investimento na capacitação dos operadores de máquinas agrícolas. Continue acompanhando para entender!

Utilização eficaz das tecnologias embarcadas

A verdade é que de nada adianta contar com equipamentos modernos, com muita tecnologia embarcada, se ninguém na lavoura sabe como usar todos os recursos das máquinas. É essencial, portanto, capacitar os operadores para que consigam aproveitar todo o potencial desses equipamentos, seja uma colhedora de café ou um pulverizador automotriz.

Vale lembrar que tanto o maquinário agrícola como o trabalho no campo evoluíram bastante nos últimos anos. Nesse cenário, com técnicas como a agricultura de precisão, o sucesso depende da utilização eficaz de novas tecnologias — como piloto automático, barras de luzes e mapas de colheita.

Aí não restam dúvidas: com o treinamento adequado, os operadores de máquinas agrícolas passam a ter o conhecimento necessário para aproveitar ao máximo o potencial das tecnologias embarcadas, o que se refletirá em alta produtividade na lavoura.

Redução de custos com manutenção

Um operador que não entende bem o funcionamento de uma máquina agrícola pode, mesmo sem ter intenção, causar falhas inesperadas e até a quebra do equipamento. Como consequência, os custos com manutenção aumentam, podendo até surgir a necessidade de realizar paradas não programadas.

Precisamos ressaltar aqui que, no segmento, qualquer eventual parada fora de hora prejudica bastante a produtividade, especialmente porque boa parte das atividades agrícolas só pode acontecer em uma janela de tempo limitada. Afinal de contas, a colheita não espera o conserto das máquinas, certo?

Com o treinamento adequado, envolvendo tanto teorias na sala de aula como práticas no modelo específico de máquina com que o operador trabalhará, o resultado é nítido: os custos com manutenção se tornam bem menores.

Diminuição do desperdício de produtos

Um operador incapacitado no comando de um pulverizador tratorizado de barra, por exemplo, não saberá calibrar e regular a máquina da maneira correta, tampouco conseguirá conduzi-la com eficácia pela lavoura. A consequência vem em forma de desperdício de produtos, aumentando os custos de produção no campo. Sem contar que a aplicação irregular de defensivos pode ser prejudicial para a lavoura e para o meio ambiente.

A regulagem correta das máquinas otimiza o aproveitamento dos defensivos agrícolas. É fato: os pulverizadores de hoje são extremamente eficientes e econômicos, capazes de aplicar apenas as quantidades necessárias para a proteção da produção. Portanto, o investimento em treinamentos se paga também com uma redução nos custos com produtos.

Aumento do índice de colheita

Pode acreditar: é notável a diferença de produtividade entre um profissional devidamente capacitado e um amador, que não domina o equipamento de colheita que usa. Em uma lavoura de café, por exemplo, o operador habilitado consegue fazer com que a colhedora seja mais eficiente na operação. Ainda vale destacar que, capacitando os profissionais, os danos causados em culturas perenes diminuem significativamente.

Lembre-se de que, hoje em dia, as máquinas agrícolas mais avançadas são extremamente eficientes, proporcionando um índice de colheita maior. Nesse contexto, as perdas causadas pelos equipamentos são consideravelmente reduzidas quando o operador domina suas funcionalidades, não cometendo erros em sua utilização.

Segurança para os operadores de máquinas agrícolas

No campo, a segurança do trabalho é assunto de extrema importância. Isso porque existem diversos riscos de acidentes envolvidos na realização de praticamente todas as atividades produtivas na lavoura. É fundamental, assim, tomar medidas para evitar ao máximo qualquer incidente.

Aplicar defensivos sem os EPIs adequados, por exemplo, pode ser extremamente prejudicial para a saúde de um operador. E mesmo com o perigo claro de colheitadeiras e outras máquinas pesadas, muitas vezes, por puro desconhecimento sobre boas práticas, o profissional pode se machucar gravemente.

Torna-se crucial, portanto, que todos os envolvidos na operação de máquinas agrícolas sejam adequadamente treinados e preparados para utilizar esses equipamentos no dia a dia com segurança, evitando acidentes de trabalho.

Redução da rotatividade de colaboradores

A rotatividade de trabalhadores pode ser um problema para a gestão de uma propriedade rural. A lógica é simples: colaboradores que não se sentem valorizados podem se tornar insatisfeitos a ponto de deixar a lavoura em busca de oportunidades melhores. Muitas vezes, essa insatisfação é consequência de falta de investimento na equipe.

Se o time é constantemente treinado e capacitado, a gestão demonstra que se preocupa com o preparo e a evolução dos trabalhadores, o que faz com que eles se sintam valorizados. Consequentemente, a insatisfação e a rotatividade tendem a diminuir.

Além do mais, o investimento no desenvolvimento dos funcionários faz com que eles se tornem mais valiosos para o negócio, capazes de atender melhor às necessidades da lavoura. Com um preparo técnico maior, os colaboradores produzem mais e com muito mais qualidade, o que é decisivo para o sucesso do agronegócio.

Extensão da durabilidade das máquinas

O manejo incorreto do maquinário agrícola impacta diretamente na sua vida útil. Se o operador não respeita os limites de cada equipamento porque não os conhece, forçará a máquina além da conta, maximizando o desgaste. Além disso, quando os colaboradores não sabem fazer a manutenção e regular a máquina, a durabilidade se torna ainda menor, uma vez que os cuidados necessários para a preservação do equipamento não serão realizados corretamente.

Como você deve saber, uma máquina agrícola é um investimento alto. Por isso, para valer a pena, esse equipamento deve durar muitos e muitos anos. Negligenciar o treinamento adequado dos operadores pode fazer com a máquina estrague antes do previsto, causando prejuízos financeiros para o negócio. Não tem segredo: é crucial capacitar os operadores das máquinas para que elas sejam preservadas, estendendo sua vida útil.

Definitivamente não é à toa que a Jacto, empresa referência em máquinas agrícolas, conta com um centro de treinamentos próprio, capacitando mais de 5 mil operadores por ano. 

Por fim, agora que você já sabe como é importante investir na capacitação dos operadores de máquinas agrícolas e conhece os resultados disso na lavoura, aproveite para conhecer melhor sobre o EPI agrícola, equipamento de proteção individual que garante segurança aos profissionais!

 

FONTE: https://blog.jacto.com.br/a-importancia-da-capacitacao-de-operadores-de-maquinas-agricolas/